sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Você acreditaria?

Você acreditaria em mim se eu dissesse

Que nós somos aqueles que podem fazer a mudança no mundo hoje?

Você acreditaria em mim se eu dissesse

Que todos os sonhos em seu coração podem se tornar verdade hoje?

Você acreditaria em mim se eu dissesse

Que a vida pode ser tudo o que você quer que seja hoje?

E se eu tivesse asas, eu voaria porque tudo que eu preciso, o Senhor é

E se o mundo se desmoronou ao meu redor nEle eu ainda esperaria

Porque Ele é tudo em que eu acredito e Aquele que me criou

Jesus, por causa dEle eu sou livre!

Você acreditaria em mim se eu dissesse

Que Deus pode fazer milagres acontecerem hoje?

Você acreditaria em mim se eu dissesse

Que você não precisa esperar pelas respostas antes que perca sua fé?

Você acreditaria em mim se eu dissesse

Que nada nunca será impossível pra Deus?

Apenas viva a sua vida com Deus dentro

Você não vai se lamentar de nenhum momento

E dê tudo que você pode pra Deus Pra Deus

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Take me away

Take me away - Lifehouse Alguns dias seguem sem a adrenalina habitual. Acabou o Carnaval. Não sei o que as pessoas esperam dele mas eu sempre espero que ele acabe logo e a população saia do "transe"! Depois os "crentes" é que são doidos... Não que eu encaixe exatamente na definição (CRENTE) mas tenho uma conviccção de fé bem firme! Cristã mesmo. Sou.
Mas isso não vem ao caso agora.. Qualquer dia desses eu posto algo sobre as minhas convicções religiosas. Aliás, o blog não foi iniciado pela minha pessoa com este propósito. Aqui eu geralmente prefiro falar de coisas das quais eu não tenho tanta certeza - ou ignoro completamente. Longe de mim escrever um manifesto teológico. Penso-sinto-posto: não necessariamente nessa mesma ordem...
Voltando ao Carnaval. Me mata essa euforia coletiva que toma conta das pessoas como se a folia apagasse as dores, as contas, a civilidade, a responsabilidade. Como se o fígado deixasse de existir por alguns dias só porque se decide não atentar para a sua existência.
Não sei bem o que acontece com a minha pessoa. Foram dias de uma falta de impacto espantosa. Eu nunca estive tão desempolgada com as coisas como agora (será que hormonal?). Eu ando achando tudo muito previsível ao meu redor. Há algo aqui dentro que reclama por alguma novidade, alguma coisa fantástica, surpreendente, algum acontecimento ímpar... mas...
Enfim.
Nada aconteceu além do normal. Uma mudança de estação apenas. Um desejo e um plano não concretizado. E eu não me acostumo com rotinas. Tá tudo tão "bem" que eu desconfio logo que há algo errado.
Take me away! Esse é o clamor de uma alma se esvaindo!!!
Leve-me daqui! Pra algum lugar onde a sensação de hemorragia não exista.
Pra onde o sorriso não precise de tamanha força pra aparecer livre, solto...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

OLÊ, OLÁ
Chico Buarque (Brazil) - 1965

******************************************

Não chore ainda não
Que eu tenho um violão
E nós vamos cantar
Felicidade aqui
Pode passar e ouvir
E se ela for de samba
Há de querer ficar
Seu padre toca o sino
Que é pra todo mundo saber
Que a noite é criança
Que o samba é menino
Que a dor é tão velha
Que pode morrer
Olê olê olê olá
Tem samba de sobra
Quem sabe sambar
Que entre na roda
Que mostre o gingado
Mas muito cuidado
Não vale chorar
Não chore ainda não
Que eu tenho uma razão
Pra você não chorar
Amiga me perdoa
Se eu insisto à toa
Mas a vida é boa
Para quem cantar Meu pinho, toca forte,
Que é pra todo mundo acordar
Não fale da vida
Nem fale da morte
Tem dó da menina
Não deixa chorar
Olê olê olê olá
Tem samba de sobra
Quem sabe sambar
Que entre na roda
Que mostre o gingado
Mas muito cuidado
Não vale chorar
Não chore ainda não
Que eu tenho a impressão
Que o samba vem aí
E um samba tão imenso
Que eu às vezes penso
Que o próprio tempo
Vai parar pra ouvir
Luar, espere um pouco
Que é pro meu samba poder chegar
Eu sei que o violão
Está fraco, está rouco
Mas a minha voz
Não cansou de chamar
Olê olê olê olá
Tem samba de sobra
Ninguém quer sambar
Não há mais quem cante
Nem há lugar mais lugar
O sol chegou antes
Do samba chegar
Quem passa nem liga
Já vai trabalhar
E você, minha amiga
Já pode chorar

Assim já! De volta...

Viajei. Voltei.
Observei muita gente.
Olhei, ouvi, cantei, dancei, pulei, conversei, brinquei, comi e dormi, descansei um monte. Não vi TV. Não bebi nada além de água (morna), café com leite e refrigerante. Não conheci gente nova (não por falta de gente pois onde eu estava tinha por volta de 2000 pessoas de algumas partes do DF e do Entorno) mas por falta de vontade mesmo. Alguns planos deram errado. Outros supercerto. O fato é que eu voltei com mais saudade do que qualquer outra coisa e aquela mesma sensação de que "eu ainda não encontrei o que estou procurando"...
Uma música. Uma melodia. Ela define bem o que é Carnaval pra mim... Uma tristeza só (não minha mas dos outros).
Feliz por ter ido. Mais ainda por ter voltado.
Eu não desatinei!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Saideira nostálgica

Essa é antiga... Éramos 4.
Naquele tempo tudo era mais difícil e mais fácil ao mesmo tempo. Nos bons e maus momentos estávamos juntos. Lembro que nós tínhamos um pacto: nunca brigar... Cumprimos o pacto, discordamos muito mas até certo tempo continuávamos juntos. Hoje não é mais tão assim... discordar faz com que a gente se perca, perca o contato, perca a paciência... ao invés de mudar se mude e por aí vai...
Achei que não ia ter tempo de postar antes de viajar mas antes de fazer as malas bateu uma leve nostalgia. Tenho muitas coisas a comemorar nesses útlimos dias mas pela primeira vez olhar essa foto me entristeceu... E eu postei.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Pit stop

Parada rápida pra dar postar uma coisinha à toa...
A vida anda boa demais da conta, uma correria de deixar qualquer pessoa maluca! Combina direitinho comigo. Tempo não sobra, tô aqui morrendo de sono, com dor de cabeça mas a sensação de felicidade não me deixa parar pra "chorar pitangas".
Estava aqui preparando uma apresentação de dança indiana para amanhã de manhã! Olha só a que ponto eu estou chegando... rsrsrs
Verdade mesmo é que eu esse ano estou mais disposta (ainda) a experimentar coisas inusitadas - e assim está sendo!
Fora as outras coisas, tantas coisas ao mesmo tempo, tudo bem ao meu estilo. Graças a Deus porque eu já não suportava mais o mararasmo das férias, a indefinição quanto ao futuro. O futuro virou logo um presente (nos tantos sentidos que a palavra possa assumir!) e eu tô me esbaldando de curtir a minha profissão e as outras coisas também das quais eu nem vou falar agora porque os meus olhos já estão embaçando de tanta soneira.
Talvez só volte a postar depois do Carnaval. Estarei em um congresso de jovens. Não gosto dessa folia e pilantragem que rola nestes dias de "festa", geralmente saio do ar... E é isso mesmo que vou fazer.
Até sexta-feira ainda tenho malas pra arrumar, aulas a dar, muito sono pra recuperar e alguns outros afazeres. Vou me sair bem (eu penso).
Zion está bem. Recuperada da febre.

domingo, 15 de fevereiro de 2009

IMPRESSÕES DIGITAIS
Aqui eu
Lembrando um cheiro
Um perfume
ou o timbre de uma voz.
Na esperança de um talvez
um até logo
ou um nunca mais.
Quem sabe semana que vem
Quem sabe ele pensa assim
também...
Quem sabe o que hoje
é só um ensaio de saudade
Passa e fica
Vira realidade.
Se foi só impressão
Deixou digitais
Se foi imaginação, sonho
devaneio
Trouxe pro mundo real algo
Indefinível
Inegável
Quase até palpável!
Eu aqui com a lembrança
que não ficou só na memória.
No coração, marcas
Na mente, impressões
Na ponta dos dedos
e no teclado
as digitais.
*
Por Zion, que desde a última quinta-feira está febril.

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Questãozinha difícil

Cara, como é que ele consegue me deixar tão irritada e tão contente ao mesmo tempo??!
Um mistério...
Mas até que eu tô gostando... ^^
Raffinha me presenteou com um memezinho gracioso *-*! Funciona assim:
Você diz 9 coisas aleatórias a seu respeito não importando a relevância, sendo 6 verdades e 3 mentiras. Quem receber o meme, deverá postar nas suas respostas as 3 mentiras do blogueiro. Quem indicou revela depois (ou não)!!! Não tem regras especificas para quantidade de blogueiros.
Verdades e mentiras sobre mim:
  1. Aprendi a ler sozinha aos 5 anos de idade.
  2. Já namorei o guitarrista de uma banda cover dos Cranberries.
  3. Adoro comer carne! Não passo sem um filezinho mal passado no almoço...
  4. Sou viciada em literatura. Você encontra livros pelo chão do meu quarto, dentro do guarda-roupa, da minha bolsa...
  5. Sou uma pessoa extremamente organizada.
  6. Já usei óculos e aparelho nos dentes.
  7. Parei de beber (bebida alcoólica) há sete anos.
  8. Meu nome de batismo seria Maria da Conceição (graças a Deus uma tia com bom-senso sugeriu Viviane aos meus pais...).
  9. Já apresentei um programa Gospel em uma TV Pirata (que foi desativada).
Na minha opinião, a Raffíssima não foi sincera ao dizer que...
Conta tudo pra mãe (té parece... tudo???) - adora usar salto alto (chutei) - já foi no show do Asa de Águia (essa eu me baseei em mim mesma porque eu não fui nem jamais iria em um show destes cidadãos!).
=> Eu indico: Laura Maria - a má! (Palavras e momentos)

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Roda Viva Tem dias que a gente se sente

Como quem partiu ou morreu

A gente estancou de repente

Ou foi o mundo então que cresceu...

A gente quer ter voz ativa

No nosso destino mandar

Mas eis que chega a roda viva

E carrega o destino prá lá ...

Roda mundo, roda gigante

Roda moinho, roda pião

O tempo rodou num instante

Nas voltas do meu coração...

A gente vai contra a corrente

Até não poder resistir

Na volta do barco é que sente

O quanto deixou de cumprir

Faz tempo que a gente cultiva

A mais linda roseira que há

Mas eis que chega a roda viva

E carrega a roseira prá lá...

A roda da saia mulata

Não quer mais rodar não senhor

Não posso fazer serenata

A roda de samba acabou...

A gente toma a iniciativa

Viola na rua a cantar

Mas eis que chega a roda viva

E carrega a viola prá lá...

O samba, a viola, a roseira

Que um dia a fogueira queimou

Foi tudo ilusão passageira

Que a brisa primeira levou...

No peito a saudade cativa

Faz força pro tempo parar

Mas eis que chega a roda viva

E carrega a saudade prá lá ...

Intensidade, inquietação, insatisfação...

Semana passou. Ufa! E foi boa...
Cansativa pacas mas muito boa. E eu triste porque não tenho mais tempo pra atender celular, pra olhar e-mails todos os dias, pra blogar então nem se fala! Estou em plena fase de criação e expansão da obra imaginativa em minha vida. Pensando e fazendo coisas. Planejando e fazendo coisas. Fazendo e fazendo coisas... Conhecendo gente nova, convivendo com gente nova, trocando idéias, impressões, concordando, discordando, às vezes falando mas nos últimos dias o silêncio tem sido o meu maior companheiro.
Não que a companhia seja ruim.
O fato é que resolvi falar menos e ouvir mais neste ano. E tenho cumprido a resolução (sem muito esforço).
Não mudou muita coisa do lado de fora. Eu ando a mesma dos últimos anos - e dos primeiros! Mas aqui dentro a vida pulsa diferente. O coração trocou o compasso. Ficou mais clara a inquietude, a insatisfação, a intensidade das coisas em tudo o que faço. Sou 100%. Jamais vou me conformar com uma porcentagem aquém. Perfeccionista. Sim. E o que tem isso?
Tem gente que insiste em estocar coisas, sentimentos - eu não!
Pra mim vale o suprimento é para curto prazo. Basta a cada dia o seu mal - ou o seu bem. Amanhã é outro!
Constante aqui pra mim só a mudança diária.
E tenho sido feliz assim!

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Algo difrente no ar

Então... nem sei bem o que foi que aconteceu. A semana foi corrida pacas: levantar cedo todo dia, trabalhar o dia todo, trabalho novo, ambiente novo, gente nova. No começo um cansaço intenso. Aliás, visitei o meu ex-trabalho na quinta-feira passada e ouvi um comentariozinho maldoso, tipo: "Quero ver agora a Vivi, tendo que acordar cedo todos os dias..." - Essa criatura, se morde a língua, morre envenenada... rs Mas eu nem me incomodei não, só lembrei que eu dormia por volta das 3h da manhã durante as férias e que por isso, era impossível acordar no horário que eu estou acordando esses dias. Sim, tenho que estar de pé às 5:30h da manhã pra estar no trabalho às 7:30h. E tem sido muito bom! Estou trabalhando com duas coisas, das que mais gosto nessa vida: ARTES e CRIANÇAS!!! Nem tem como não estar feliz! Foi do jeito que pedi a Papai do Céu - imagina só, eu passei o mês de janeiro tensa sem saber que rumo dar à minha vida profissional! Precisava de "verba" pra financiar alguns projetos pessoais inacabados: primeiramente organizar as minhas finanças (que estavam um caos mas eu já comecei a colocar tudo em dias), terminar o curso de Inglês pra poder começar o Mestrado, fazer uma especialização na minha área de trabalho (pra enriquecer o Currículo, afinal de contas, vocação eu tenho e alguma experiência também).
Sem tempo pra postar alguma coisa, vezenquando dava uma espiada rápida nas postagens alheias ou nos e-mails. E a semana foi passando assim, leve, sem a pressão habitual dos últimos meses. E a felicidade veio assim, repentina, através de uma oportunidade que me inspira, que me desafia a fazer algo realmente bom - e marcante. Não é só o trabalho... acho que algo diferente mesmo aconteceu. Me flagrei sensível ao olhar alguns trabalhos do Romero Britto pela net (pra quem não sabe, ele é artista plástico, brasileiro, famoso, contemporâneo, ainda jovem e está vivo). O site dele tem coisas lindas! E eu fui olhando, buscando inspiração pra trabalhar com meus pupilos: nos painéis, nos desenho, nas esculturas... Chorei. Chorei mesmo. Não porque a obra seja triste (muito pelo contrário! É alegre e colorida!) mas porque me revelaram que alguma coisa aqui dentro de mim que está mudando... A vida é um leque de possibilidades e eu estou feliz com o rumo que ela está tomando. Acho que é só isso. Caso consiga definir melhor o que seja, posto.
Por enquanto é só. As imagens eu tirei do site do Britto. Uma, a escultura, se chama "Borboleta". A outra se chama "Dotty for you".

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Uhuu!!! Recebi um Memezinho lindo da (prima) Kézia!!!!
Funciona da seguinte maneira:
1. A gente escolhe uma banda, um grupo musical ou um cantor solo. 2. A cada pergunta feita temos que escolher um título de uma música do escolhido; 3. Repassar o desafio a outros três blogs.
Eu escolhi o U2 porque comecei a ouvir as músicas da banda desde criança. Talvez seja a primeira banda de Rock com a qual eu tive contato. Hoje eu não ouço tanto o som dos caras mas algumas músicas deles embalaram momentos cruciais da minha adolescência.
Então vamos lá! (vou traduzir ao lado o nome da música)

# És homem ou mulher? Party Girl (Garota festa - "festa", no bom sentido, é claro!) # Descreve-te: Big girl are best (Garotas grandes são as melhores) # O que as pessoas acham de ti? Even Better Than The Real Thing (Até melhor do que a realidade) # Como descreves o teu último relacionamento? Love is blindness (Amor é cegueira) # Descreve o estado atual da tua relação: I still haven't found what I'm looking for ( Eu ainda não encontrei o que estou procurando) # Onde querias estar agora? Where the streets have no name (Onde as ruas não têm nome) # O que pensas a respeito do amor? The sweetest thing (A coisa mais doce) # Como é a tua vida? Like a song (Como uma canção) # O que pedirias se tivesse só um desejo? Peace on Earth (Paz na Terra) # Escreve uma frase sábia: Can't help falling love again (Não posso deixar de me apaixonar outra vez)

E vamos aos premiados: Lyllah (http://lyllahpotter.blogspot.com/), Juh (http://juhsullyvan.blogspot.com/) e Wendell (http://wendellmartins.blogspot.com/).

'Brigada Kéziaaa!!!!

Sexo frágil?

Mamãe e papai estão vendo TV quando mamãe diz: " Estou cansada e está ficando tarde. Acho que vou me deitar". Ela vai para a cozinha fazer sanduíches para o almoço do dia seguinte, lava as panelas do jantar, tira a carne do congelador para o jantar do dia seguinte, verifica o nível da caixa de cereais, enche o pote de açúcar, coloca as colheres e as tigelas na mesa e deixa o bule pronto para passar o café da manhã seguinte. Então ela coloca algumas roupas molhadas na secadora, põe um lote de roupas sujas na lavadora, passa uma camisa e costura um botão solto. Ela recolhe as peças do jogo deixadas sobre a mesa e coloca a agenda de telefones de volta na gaveta.
Ela rega as plantas, esvazia uma cesta de papéis e pendura uma toalha para secar. Boceja, se espreguiça e vai para o quarto. Ela para perto da escrivaninha e escreve um bilhete para a professora, conta algum dinheiro para a excursão da escola e retira um caderno debaixo da cadeira. Ele assina um cartão de aniversário para uma amiga, coloca o endereço no envelope e faz uma lista rápida de supermercado. Põe ambos perto de sua bolsa.
Então mamãe coloca creme no rosto, passa o hidratante no corpo, escova os dentes e passa o fio dental, e corta as unhas. O marido chama: "Pensei que você fosse se deitar". "Estou indo", diz ela. Põe um pouo d'água no pote do cachorro e coloca o gato pra fora, então verifica as portas se estão trancadas. Dá uma olhada em cada um dos filhos e desliga um abajur, pendura uma camisa, joga um par de meias no cesto de roupa suja e conversa brevemente com um dos filhos que ainda está acordado fazend o dever de casa. Em seu quarto, ela ajusta o despertador, retira as roupas para o dia seguinte e endireita a prateleira dos sapatos. Ele acrescenta três coisas à sua lista de tarefas para o dia seguinte.
A essa altura o marido desliga a TV e anuncia, para ninguém em especial: Vou me deitar". E vai.
Os homens têm muitos pontos fortes maravilhosos (...), têm habilidades que nós não temos, mas nós definitivamente, não somos o "sexo frágil"!
Retirei do livro A mulher confiante, de Joyce Meyer.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

"Via de regra, a mais simples explicação a qualquer problema apresentado é, em geral, a melhor".

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Insipiração sempre tem. Assunto não falta... Hoje, porém só tenho força suficiente pra digitar algumas palavrinhas antes de "desmaiar" sobre o meu colchão e esperar que o despertador demore bem muito pra tocar...
Foram duas apresentações do "Contador de Histórias" !
Acrescente alguns painéis, recortes, balões, decoração...
Tudo o que eu mais amo fazer! Mas caaaaaansa...
Sem mais. Tô sem condições de jogo hoje!
Shalom.

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com