sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Sobre chatice

>>> Do Millôr Fernandes *-*
POEMINHA MAÇANTE - POR QUE NÃO SER TAMBÉM UM CHATO? Sempre sofri O ataque inesperado Do primo chato, Do amigo chato, Do chato ocasional Que nem espera ser apresentado. . E queria saber como (Na certa querendo ser simpático) Teria ele chegado à solidão Da chatidão. . Mas de repente percebi Sem ser doutor Que a chatice é a única doença Que não dói no portador E resolvi ser chato. . Desfaço agora com o máximo desdém De quem tem e de quem não tem. Sei ser blasé diante da maior obra de arte E no teatro ao começar a interpretação, Eu, zás! Me viro de costas para comentá-la Com o sujeito de trás. . Falo alto na igreja E baixinho diante dos que ouvem mal. Bocejo de tédio quando alguém me olha E me visto sempre de maneira imprópria Para a ocasião. . Quando me falam de livro Respondo: "E as mulheres, como vão?" . Nunca ouço o que dizem Falo sempre de mim mesmo Não respeito compromissos E troco nomes a esmo. . Ah, ser chato é muito diferente De suportar um chato Suportar é quase doloroso Mas sê-lo É delicioso! . E o que é melhor,amigo, Todos os chatos Evitam tratar comigo.

0 comentários:

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com