terça-feira, 29 de setembro de 2009

Muitas coisas...

Muita coisa acontecendo aqui fora. Muita coisa acontecendo aqui dentro... A minha atividade cerebral tem sido intensa nestes últimos dias muito embora eu não tenha tirado muito proveito disso. Pelo contrário, o desgaste de energia tem sido intenso e às vezes me faz falta um "vão pra me esconder"...
Algumas notícias me alegraram muito de uma semana para cá. eu estava acompanhando de perto uma colega de trabalho que sofria depressão e síndrome do pânico. Estava afastada do trabalho há um tempão por causa disso e as circunstâncias não me cabe citar agora mas desde que fiquei sabendo da situação (transitória, ao meu ver) acreditei que ela daria a volta por cima em muito pouco tempo. Meses atrás, ao saber de uma empreitada (ousada, diga-se de passagem) que ela arriscaria, discuti com algumas pessoas simplesmente porque o comentário geral que fizeram foi que "ela não daria conta". Confesso que me irei na hora. Esse tipo de comportamento tem o poder de me tirar a calma. Acredito que não podemos simplesmente taxar as pessoas tendo em vista as dificuldades que ela apresenta. E briguei mesmo! Declarei em alto e bom som o que veio do mais profundo do coração: "EU ACREDITO QUE ELA DÁ CONTA SIM! SIMPLESMENTE PORQUE ELA ESTÁ PASSANDO POR UM PROBLEMA - MAS ELA NÃO É O PROBLEMA!!! O silêncio foi geral mas, depois de meses - não sei se a minha torcida, as minhas palavras e as minhas orações ajudaram - fiquei sabendo que ela não só está retornando nos proximos dias às suas atividades profissionais como também abandonou os antidepressivos. E o melhor de tudo: está se sentindo muito bem!!! Falar verdade, acho que só eu prestei atenção na enormidade do que estava acontecendo, porque quando ela comentou o caso na hora do almoço, a minha reação foi ficar com o garfo suspenso no ar e a boca aberta. Foi dando um nó na garganta, uma vontade de chorar e de rir ao mesmo tempo. Foi bom. E muito importante pra mim.
Não me importo se as pessoas não se importam. Eu me importo! E acho que talvez eu seja uma das raras pessoas na face da Terra (com T maiúsculo) que se importam e ficam felizes com a felicidade alheia. Eu fico!!! Me alegro mesmo quando fico sabendo que alguém está se dando bem na vida!!! Esses dias fiquei sabendo que uma amiga muito próxima (com quem eu não tenho contato próximo há alguns meses) galgou uma posição de sucesso. Maldade foi a maneira como me contaram; estranha foi a reação de quem me contou quando viu que eu fiquei muito alegre com a notícia. E eu disse que já sabia, pelo andar da carruagem, que ela alcançaria tal posição. Lamentei apenas não estar por perto pra me alegrar ainda mais... Circunstâncias da vida.

0 comentários:

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com