quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Rubem Alves me socorra II

Kant. O imperativo categórico. Dizer a verdade sempre. Batem à minha porta. Abro. Uma pessoa em pânico. Pede abrigo. Está sendo perseguida por qlguém que deseja matá-la. Escondo-a. Dentro de poucos minutos batem de novo. O possível criminoso. "Entrou, por acaso, aqui, há poucos minutos, uma pessoa...?" Que digo? Kant responde: "A verdade, qualquer que seja o seu preço. Consistência absoluta." Kant era um bom protestante. Sabia o que era a verdade e quais eram as suas exigências. Que teria feito quando tropas da Gestapo procuravam por judeus, escondidos em casas onde se julgavam protegidos pela compaixão? A consistência não conhece a compaixão.
(Livro e autor já citados em post anterior)

0 comentários:

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com