segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

De volta ao planeta blog

Entonces. Passadas as festividades natalinas, para as quais eu tenho tolerância limitada, é hora de reorganizar a vida e decidir o que fazer dos dias de férias que ainda tenho pela frente. Se bem que eu não posso reclamar do meu Natal! Achei que seria ruim mas não foi. Tava tudo leve pra mim... uma pessoa - não lembro quem - me disse certa vez que não há fase ruim que perdure (assim como acontece com a fase boa), e cá prá nós, eu andei meio borocoxô esses dois últimos meses... Não que tenha passado, esteja tudo resolvido, "digerido", equacionado aqui dentro de mim as coisas que aconteceram durante este ano (e olha que foi um ano muito-muito bom!!!) mas eu não sou de ficar arrastando correntes nem me fazendo de vítima das circunstâncias... não mesmo! Tenho cá pra mim, que quando a coisa não anda boa aí é que a gente tem que subir no salto mesmo (no meu caso, desnecessário o salto, pois eu descalça já meço 1,80m), levantar a cabeça e andar com a coluna reta! Postura e atitude positiva (pelo mesnos no meu caso), ajudam muito a enfrentar as intempéries da vida.
Por falar em INTEMPÉRIES, dia desses eu tava lendo no blog do osvjor uma postagem titulada EFEMÉRIDES. Tá bom que assim à primeira vista parece mesmo não ter nada a ver... Mas veja bem, eu lembrei de quando eu fazia a 8ª série e uma professora de Português encrencou comigo porque segundo ela, INTEMPÉRIES não era uma palavra comum ao vocabulário de uma adolescente de 14 anos! Havia uma questão no livro didático mais ou menos assim: "Para que servem os guarda-chuvas, as sombrinhas, as capas de chuva?" Eu levantei a mão pra responder - e respondi: "Eles nos protegem contra as intempéries." Pronto! Foi o escarcéu! Ela veio olhar o meu livro, me acusou de ter copiado do livro do professor (porque a resposta era idêntica à que constava no maldito livro do "mestre". Ela berrou e esbravejou comigo na frente da turma toda (aquela louca! depois a louca sou eu!), tentou arrancar de mim uma "confissão"... Faz-me rir! Eu não copiei a m... da resposta! Fui parar na direção, ligaram na minha casa, deu a maior confusão mas depois, inteligentemente, resolveram olhar o meu histórico escolar e constataram que realmente as minhas notas em Língua Portuguesa sempre foram acima da média. Humpf! Que vexame. Mas bola pra frente.
Voltando ao Natal, a ceia deste ano me trouxe surpresas. Eu vi ali reunidos debaixo do mesmo teto, os blogueiros mais cuti-cuti (rs) deste mundo virtual! E tive o privilégio de conhecer pessoalmente a Rafa (que eu já tinha visto em uma livraria aqui em BSB mas não tive coragem de falar com ela) e o Sr. Overground, que por sinal me mandou o link do vídeo que eu posto logo abaixo, agradecendo muito a visita, a atenção e o carinho.
Por hora, é isso! Shalom.

2 comentários:

Sr. Sete disse...

Eita, eita...

"Onde estão os caras que usavam palavras precisas, pra nos livrar da tirania do mal?"

O conflito do Carpe Diem me assola e apavora minh'alma.

osvjor disse...

Ainda bem que não te levaram prum nosocômio por usar palavras incomuns...

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com