segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Paixão é a diferença

Quando Madre Tereza (de Calcutá) foi questionada sobre que tipo de pessoa poderia lidar com um problema tão grande como a pobreza, ela respondeu: "Nunca é uma pessoa que quer salvar o mundo. Elas sempre se desanimam. Mas me dê uma pessoa contemplativa. Entregue-me alguém que tenha um coração profundo para com Deus, e um dia após o outro ela irá servir".

Tem um troço qualquer corroendo aqui dentro que não para nunca. Que eu já desisti de compreender e nem desafio ninguéma a tentar. Esses dias fui desafiada a tomar decisões, tomar atitudes, fazer algumas das coisas que eu mais detesto fazer mas que são não só necessárias como também base para que as coisas caminhem na minha vida. Fui coversar com uma das pessoas que tenho como referência: só tomei bordoada! A gente foi , assim, partindo a conversa em pedacinhos pra eu não desabar de vez - um dia uma coisa, outro dia outra. No último dia eu so pude dizer depois do silêncio e um rio de lágrimas: "Tenho apenas duas coisas pra te oferecer agora - um coração ferido e uma vontade grande de fazer alguma coisa pra melhorar a vida dos outros". Já é um começo. Agora é trabalhar duro!

1 comentários:

Angel disse...

Ah, minha amiga, fico aqui imaginando o quão difícil foi essa conversa ai. Principalmente por já te sentir, há alguns dias, um tanto tristinha. Ao menos foi te oferecido algo bom, agarre-se a isso, e no final, ficará tudo bem.

Que fase é essa em que estamos, hein?! rs... Mas vai melhorar, ah vai!

Abraço super carinhoso!

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com