domingo, 14 de fevereiro de 2010

Então... Conversinha de Carnaval...

BATE-BOLA
.
Estávamos: eu e a mana, indo de ônibus, ao encontro de uma amiga. De lá, iríamos perambular por uma feira (adoooooro feira, gente!). No caminho passamos perto da Superquadra em que moramos durante a infância. A mana fez um comentário nostálgico: "Se a gente fosse criança e morasse por aqui ainda, nesses dias de Carnaval nenhum de nós (quatro irmãos) saía de casa!" - riu. Eu nem entendi de primeira: "Uai, por quê?" "Por causa dos bate-bola!" "Ah, sim (rindo) - é verdade!" E fiquei lembrando também... É que todo Carnaval, a gurizada da quadra se vestia de preto, com máscaras e com as meias com aquelas bolinhas de areia na ponta; não era prudente ficar na rua dando bobeira. Levávamos "altas carreiras" dos bate-bola! Era cada susto! Se eles pegavam, era bolada de areia nas costelas até dizer chega, por isso nem sair pra comprar pão a gente se arriscava - só se a mãe fosse junto. Bom demais aquela época... Mais tarde, depois da feira, fomos lanchar e contar pra amiga sobre a nossa experiência com bate-bola na infância. Ela não conhecia, nunca tinha visto nem ouvido falar. Daí que a minha irmã (mestre nas explicações) desanda a falar: "Vamos começar pelo Carnaval de Veneza... há muito tempo atrás... a Comedia Dell'Arte, o Pierrô, a Colombina, O Arlequim..." E bla-bla-bla-bla-bla até chegar no bate-bola da nossa infância. "Mas pra que serve mesmo o saco?" - a Lya perguntou. Respondi com uma pergunta: "Ora, pra quê o saco... Mas pra quê serve mesmo o saco do Papai Noel?" "Pra ele coçar o ano todo e trabalhar só no Natal!!!" - a mana respondeu prontamente. E rimos as três! A conversa desandou. Virou piada. Ficou a lembrança e a saudade daquele tempo...

0 comentários:

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com