sexta-feira, 2 de abril de 2010

O silêncio - parte IV

São dois extremos: adoro silêncio; detesto gritaria (entenda-se discussões, debates, barracos e afins). Olha se tem uma coisa que me irrita é um grupo de gente (?) falando alto em ambiente fechado. Detesto que gritem comigo, veja bem: DE-TES-TO. É uma das atitudes alheias que me tiram do sério, literalmente. Detesto ter que gritar também. Digo isso porque os meus alunos parecem que foram viciados em gritaria, só reagem na base do berro, então eu me irrito duplamente: por ouvi-los falando em um volume de voz ensurdecedor e por ter que dar uns berros de vez em quando pra chamar a atenção à galera. Gente adulta conversando então, me mata de raiva: um vai falando alto e o outro por sua vez resolve abafar a voz do interlocutor com a sua potência vocal e se são três ou mais conversando a coisa fica meio parecida com "feira do rolo", feira livre, Bolsa de Valores ou algo do gênero.
Gritar é coisa pra buteco, pra estádio de futebol, pra leilão, pra ambiente aberto em geral... Pode até ser aqui no quintal de casa no domingo, churrascão com a família e a gente jogando Truco com os cunhados. Daí vale gritar, chamar de ladrão, de São Paulino (rsrsrs) e etcétera-etcétera mas não me venha dar seus urros em lugar fechado, principalmente perto de mim!!! Por favor...
A propósito, achei o desenho de que falei, sobre o silêncio. Segue abaixo com a frase que me intrigou.
(...)

2 comentários:

R. Santiago disse...

lindos! o desenho e o texto!
:)

Dois Caminhos... disse...

até pq se chama de flamenguista ofende neh...

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com