segunda-feira, 28 de junho de 2010

"Pensei que era de verdade...

mas na verdade, me enganei outra vez."

Tipo isso. E o Humberto Gessinger acerta mais uma vez na letra. Tão perfeita que até poderia ter sido minha... E parafraseando novamente o nosso compositor gaúcho: "o preço que se paga às vezes é alto demais..."

Ontem fomos - eu e meu pai - buscar a minha irmã no aeroporto. Ela foi e veio pra depois ir e não voltar mais. Vai morar no Sul e eu não sei se estou feliz, triste, com medo ou tudo isso e mais algumas coisas todas juntas e misturadas. No caminho, escutamos essa música passar na rádio. Passaram tantas coisas pela minha cabeça durante o trajeto... a música parecia uma trilha sonora preparada para os meus pensamentos sempre vagos, sempre longe... Tão longe e tão perto. Tudo ao mesmo tempo nesse exato momento. Nunca vivi nada a conta-gota. É sempre assim, um turbilhão que me engolfa ou uma manada de rinocerontes que me atropela! E agora mais essa: a mana longe!

Mas tem nada não, pra gente testar a estrutura da casa construída tem que tirar as escoras, desmontar os andaimes, limpar tudo e deixar o vento soprar (ou o "lobo mau", como na história dos Três Porquinhos) pra ver se aguenta de pé. Tô sobrevivendo bem até agora, vamos ver daqui pra frente.

3 comentários:

Mini-Chef disse...

Amiga,

Nem me lembro dessa música durante o trajeto.Lembro do vento frio e da sensação de nervosismo do meu Pai...Lembro de reparar bem o trajeto e não ficar pensando na hora de ir embora.Se eu falar que não esperava receber este convite estaria mentindo,mais como as coisas pra mim foram tão difíceis que se ele não acontecesse não acharia estranho.Estou desviando meus pensamentos de tudo que me leva a ter certeza que logo na semana que vem não terei você a dois palmos da minha cama,não sentirei o perfume da comida da minha mãe,não escutarei meu pai toda hora perguntando por mim,não terei a folgada da Liliane me pentelhando nem verei a barriga da Leíne grande,corro o risco de não ver meu sobrinho nascer,de não ver a Luíza cada dia mais esperta,de comemorar o concurso que a Anna logo passará.....Mais se eu não for,provavelmente me arrependerei de não ter ido morar num alojamento de hotel,aprendendo com gente que sabe o que faz e conhecendo melhor minha área....Como disse vou parar de pensar.....Vou parar de pensar.....

Kézia disse...

Ahhh..
Ela é meio minha irmã também, sabe?!
E senti mais ou menos a mesma coisa quando ela contou..
Não sabia se ficava alegre ou triste, com medo, já com saudade, com falta de falar sempre com ela..

É, ela vai, mas ela que nos aguarde nas férias!! XD

Viviane Zion disse...

Ah, sim... nem tinha como lembrar da músca, flor! Ouvimos eu e o pai, na ida - e não na volta...

Amo-te.

<3

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com