terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Re: COMMENTS

Faz tempo que não me sento em frente ao PC com a mesma disposição pra escrever, pra postar. Não que falte inspiração, não (!) - esta sempre me espreita com coragem ou não de se aproximar e fazer ninho. Estive pensando (...) e cheguei à conclusão (?) de que o ano foi muito intenso em matéria de produção intelectual e talvez eu tenha emburrecido um pouquinho de mês e meio pra cá. Sim, foi isso! Sofri menos e isso foi a prova de tal constatação, pois as minhas dores vêm mormente pelas conjecturas e projeções mentais acerca dos acontecimentos ao redor. Tenho evitado "o pensar" no sentido de reflexão filosófica e por isso as mais diversas preocupações foram exorcisadas! Mas deixemos de coisa e partamos direto ao intento do post: quero aqui, em poucas linhas (eu espero) comentar alguns comentários às postagens, que não respondi de imediato (mesmo) por causa da emburrecência...

Angel disse...
Ei, Zion! Vim agradecer o comentário que você deixou no meu último post... Pois é, enquanto muitos me dizem que devo ser minha melhor companhia, que devo me bastar, você vai até lá e diz exatamente o que eu penso: "às vezes até a companhia de si mesmo pode ser demasiado pesada e insuportável!!!". Fico feliz com sua identificação, feliz por saber que não estou sozinha, de alguma forma. O blog me ajuda a desabafar, expoe o que poucos sabem, isso porque fora daqui, fora desse mundo virtual, ninguém sabe que não ando muito bem.

Feliz por ter você por perto, viu?! Obrigada.


Abraço! 

Bem, minha cara Angel, obrigada por agradecer pelo comentário. Os blogs são ao meu ver uma das formas mais democráticas de publicação. Você acessa se quiser, comenta se quiser, concorda ou discorda se quiser, publica ou não o comentário, de acordo com a sua vontade e disposição. Talvez eu siga meio pelo caminho contrário, pois eu costumo muito mais discordar das coisas que leio do que o contrário. E faço questão de publicar as discordancias alheias a respeito do que posto. Não me incomodam as opiniões contrárias. Muito pelo contrário: penso que enriquecem. O seu blog por exemplo é algo que não consigo explicar mas algo nas suas palavras, na proximidade com que elas me afetam, me "cortam" profundamente nos meus sentimentos mais "obscuros". Isso não é bom nem ruim em si mas é real e sempre que seus escritos me comovem de alguma forma, faço questão de comentar para que você saiba. É bom poder contar com você também. Forte abraço.


>>> Sigamos...


osvjor disse...

renunciar à carne? comer uma feijoada de soja? um churrasco de chuchu?



R. Santiago disse...

Então... penso que agora vc tenha que se explicar!

rsrsrsrsrs

Ives disse...

Renunciar a carne, ser livre da matéria? abraços 

Então... Os três rapazes me arguiram acerca da mesma postagem, em que citei Fernando Pessoa em algo que resumido diz que "não querer é poder"... Primeiramente, Santiago, você sabe muito bem que eu não gosto de me explicar, rs. Mas cabe um esclarecimento. A frase poderia "querer dizer" um bocado de coisas mas ela ilustrou perfeitamente o meu processo de "emburrecimento". O não querer ao qual me refiro ao citar o Pessoa, F. é o não querer saber mesmo! Não querer me comprometer. Não quero. Abro mão e fico em paz. É isso. Não tem nada a ver com espiritualidade ou carnalidade, não é um não querer religioso (e nem físico, alimentício, como bem brincou o Osvjor) e sim intelectual. Tenho um certo amigo que diz que "quanto mais a gente sabe mais se complica". Naquela ocasião, o estado de ignorância era o mais conveniente para mim. A frase era em relação a isso. Só.


>>> Adiante...


Sr. Sete disse...

Perceber-se no post alheio é uma das coisas que mais faço, e não poderia ler nada melhor para meu regresso.

Fiz um doce.


Coloquei diversas vezes o mouse no "Excluir Blog".


Mas algo me segurou.


Primeiro uma desculpa tola, depois um orgulho tonto e por fim a vaidade, minha mais perfeita "virtude".


Zion... Zion... Aqui estou eu, obrigado pela pronta recepção.


Sr. Sete... Identificar-me com as sensações transmitidas pelas palavras alheias livrou este mundinho Zion do apagamento diversas vezes... Fizeste bem em permanecer conosco. Faria falta. Abraço.



>>> Adiante ainda mais...



Kézia disse...

~~Feliz aniversário, envelheço na cidade! ~~ ;) 

Angel disse...

Ei, ei! Pera ai? Teu aniversário? Teu? Mas... não foi outro dia que vim aqui te dar parabéns??!!

:-/ 

Vou responder como o Chapeleiro Maluco, no desenho da Alice no país das maravilhas: "As estatísticas mostram que so há um aniversário (...) os outros 464 dias do ano são o nosso desaniversário (...)". Há que se comemorar o dia em que se nasce sem esquecer que passamos a maioria esmagadora da vida em dias normais... Fantástico isso!
 
>>> Adiante ainda mais...



Angel disse...

Espero que o prêmio não tenha sido assim, tão alto... Menos mal.

Abraço!

Pois então... Apostei comigo e perdi. O prêmio era de "estar certa". Eu gosto de acertar, de ganhar, de levar a melhor... Quem é que não gosta? Mas entendo que não é possível ganhar sempre por isso nem me incomodei (tanto). Abraço. 

>>> E então...


Léo Santos disse...

Fico feliz por ti, guria! Tomara que sigas em direção a felicidade nessa tua nova e colorida perspectiva... Que eu daqui sigo num preto e branco, aparentemente, eterno!

Um abraço!

Olá! Bom recebê-lo aqui, Léo! "Não há mal que perdure", já (bem) dizia a minha avó... O meu estado "colorido" não é bem felicidade mas é de reencantamento com as coisas que para mim já haviam perdido o encanto. Fico feliz que você tenha ficado feliz: coisa rara hoje em dia é gente que fica feliz com a felicidade alheia... Obrigada pela visita. Sigo o seu blog! Abraço.


E é isso! Por hora é só.
Abraços a todos!

2 comentários:

osvjor disse...

o melhor foi ter sido chamado de rapaz. um belo presente de Natal...

Angel disse...

Gosto muito desta proximidade!

Abraço, minha amiga!

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com