sábado, 12 de fevereiro de 2011

Uma outra nova vida

Tudo fica diferente quando se tem uma nova oportunidade na vida. O dia de hoje amanheceu igual pra maioria das pessoas na face da Terra. Para mim não! Quando levantei da cama era um mundo novo. Me dei ao luxo de deixar a porta da geladeira aberta e levar bronca do meu pai por causa disso, pedir desculpas e depois rir satisfeita por causa da bronca. Fui no comérico e comprei algumas coisas que precisava mesmo comprar e outras que nem tanto. Trouxe presente pra mãe, tomei banho demorado, deixei o celular em casa pra não ter que atender, visitei amigos que não via há muito tempo, li livro de um dos meus autores prediletos (Manoel de Barros), fiquei estirada no sofá da sala vendo TV boa parte da tarde, comi (só) o que realmente quis e gosto de comer, dei muita risada da vida, dancei e cantei sozinha no quarto na frente do espelho e ri, ri, ri, ri, ri... (...) Tudo porque ganhei uma oportunidade de estar mais uns dias, meses ou anos por aqui. Muita coisa faz sentido quando se "escapa da morte"! Muito cedo, era só o que eu pensava no relance em que ela passou perto e tentou agarrar a minha mão, logo cedo. Mas não era só cedo do dia. Era cedo da vida e eu tenho pacto com ela de não entregar os pontos enquanto ainda achar que é muito cedo... Observei a morte vir na minha direção e depois passar por mim, assim muito rápido e sem sentir medo. Senti foi pena de ir prematura, deixando tanto por fazer, tanto por viver, tanto sonho (meu e dos outros) pra realizar... Mas passou. Do jeito que veio foi, rápida e parou longe. Como uma encomenda entregue no endereço errado e, não se recebendo, devolve-se ao devido dono. Ficou a alegria.

Alegria - Cirque du Soleil

0 comentários:

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com