domingo, 15 de maio de 2011

Sobre leitura e mais algumas coisas (efêmeras)...

Tava aqui pensando... Acho que ler é das únicas coisas que faço com (certa) regularidade além de comer, tomar banho, escovar dentes, etc, etc desses hábitos que a mãe empurra a gente a fazer e a aprender desde muito tenra idade. Tenho lido muita coisa boa e muita coisa não tão boa assim. Se o (querido) blogueiro Osvjor escreveu dia desses a respeito do ato de escrever, cá estou eu refletindo acerca do ato de ler.

Faz tempo que não me sento confortavelmente para ler um bom livro! Tenho vários na fila de espera: a minha estante virou uma espécie de SUS literário. Atualmente emprego meus neurônios na tarefa árdua de dissecar os textos da pós-graduação (à distância) em curso; aliás, meu esporte intelectual favorito é gabaritar as verificações de aprendizagem online (o que quando não acontece, obviamente, me deixa furiosa). Quando não estou frente aos textos da facul, passo em revista os blogs (tem uma lista que eu considero muito boa bem ali ao lado). Não é que esteja buscando informação, como me perguntaram recentemente: "Mas o que você tanto vê de útil aí?"

(pausa pra pensar mais um 'cadinho...)

Bom, pra dizer a verdade... sinceramente, não vejo muita "utilidade" em ler as coisas que leio. Mas quem disse que sigo um estilo de vida utilitário? O que sei é que as minhas leituras bloguísticas me acrescentam algo de humano que tem valor. Ponto. Não gosto de TV. Não gosto de telejornais. Também não sou de ler jornal impresso, apesar de ter assinatura em casa. Aliás, por vezes me ocorria de estar com o jornal de uma semana (ou um mês) atrás, ler sobre alguma programação cultural importante e descobrir, em prantos, que a data  de apresentação já passou...

Os blogs são a literatura viva em tempo real. Sem passar por revisão, edição ou impressão. Como comentei no blog do Iann Gabriel: quanto mais intimista, melhor; quanto mais "artesanal", mais natural, mais real, melhor. Quando releio as minhas escrevências (rs), me divirto muito ao perceber os deslizes ortográficos, morfossintáticos, etcétera e tal. Mais ainda ao relembrar as situações que me fizeram postar um texto ou uma música. Muito bom! E eu nem lembro direito porque cargas d'água comecei o blog...

Ah, mas a motivação pra começar essa postagem eu lembro bem: é que também, entre tantas coisas, leio emails - foram eles (mais especificamente dois deles) que roubaram um pouco da minha alegria e bom-humor  nessa semana que passou. Um em especial, informava a respeito de um blog de uma querida-amiga-querida que está saindo do ar. Uma pena, uma leitura a menos... Daí eu olho e percebo o quanto também a vida dos blogs pode ser efêmera (ou não!). Há uma passageirice em muito do que circula na internet. Triste é ver que a onda acaba atingindo a vida "real". Mas isso é assunto pra outras postagens...

Pra terminar, queria deixar registrada a minha saudade e a indicação da minha maninha que (ainda) mora no Sul: Tulipa Ruiz, Efêmera. Só ela mesmo pra descobrir essas cantoras superfemininas de voz docinha e letras "bonitinhas".

2 comentários:

osvjor disse...

muito obrigado pela deferência e pelo título de blogueiro... taí, vou acrescentar ao meu currículo.

vc falou de leituras adiadas, e uma coisa que me desagrada naturalmente é ter que ler livros por obrigação profissional, porque isso certamente vai me roubar tempo das leituras "inúteis", isso quando não inviabiliza totalmente. passei recentemente por um desses momentos e agora estou aproveitando, enquanto o bicho não volta a pegar, pra ler vários livros ao mesmo tempo, o que é muito ruim, porque, se já tenho dificuldade de lembrar o que estava lendo em um, imagina em vários. mas é uma estratégia de "sobrevivência". outra é, mesmo tem períodos de proibição de leituras "inúteis", roubar sempre um tempinho, antes de dormir que seja, mesmo batendo cabeça, pra ler um pouco das "inutilidades".

gostei de saber que vc se diverte com seus erros. eu ainda não cheguei a esse ponto budista de me desapegar tanto da matéria, mas estou no caminho e vou praticando no blog, me permitindo alguns pecados, como repetição de palavras, regências tortas e poucas releituras (o ideal seria nenhuma, mas vamos na base dos baby steps).

t+, bjs

cacetoides disse...

Muito bom.

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com