sábado, 11 de junho de 2011

Hoje assim

O mistério das palavras

Ele pede que eu explique o poema.
Não se explicam poemas,
meu amor,
não (se) explicam - os poemas
e as coisas todas que não têm
nenhuma lógica nessa vida!

O que quis dizer já o disse,
não me amole, não me peça explicação
do insondável, inexplicável.

O que posso
por hora, desvendar
é que as palavras
estão todas aí: cata-as,
ata-as aos teus entendimentos
 que elas bastam.

0 comentários:

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com