segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Minha vida é assim


Um contínuo movimento sístole-diástole...
É como se os meus passos seguissem o compasso
das batidas do meu coração: enquanto os ouço,
sei que ele bate, sinto que (ainda) estou viva.
Ainda estou viva!

1 comentários:

Will disse...

Oi Viviane,

sentir-se vivo pelas batidas do coração é a forma mais sublime de não adormecer para a vida.

Um abraço!

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com