segunda-feira, 14 de maio de 2012

"Nostalgia", por Milan Kundera

Em grego, "regresso" se diz nostos. Algos significa "sofrimento". A nostalgia, é pois, o sofrimento causado pelo desejo não realizado de regressar. A maioria dos europeus pode empregar para esta noção fundamental uma palavra de origem grega (nostalgia) e, além disso, outras palavras com raízes na língua nacional. Em Espanhol dizemos "añoranza"; em Portugês, saudade. Em cada língua estas palavras possuem um matiz semântico distinto. Com frequência não só significam a tristeza causada pela impossibilidade de regressar à própria terra. Melancolia da terra natal. Melancolia do jogar. Em inglês, homesickness, ou em alemão Heimweh, ou em holandês heimwee. Porém é uma redução espacial dessa grande noção. O islandês, uma das línguas europeias mais antigas, distingue claramente dois termos - soknudur: nostalgia em um sentido geral e heinfra: melancolia da terra natal. Os tchecos, ao lado da palavra "nostalgia", tomada do grego, têm para a mesma noção seu substantivo próprio: steck e seu verbo próprio; uma das frases de amor tchecas mais comoventes é styska se mi po tobe: "te añoro; já não posso suportar a dor da tua ausência". Em espanhol, "añoranza" provém do verbo "añorar", que provém por sua vez do catalão enyorar, derivado do verbo latino ignorare (ignorar, não saber de algo). À luz desta etimologia, a nostalgia se revela como a dor da ignorância.

0 comentários:

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com