domingo, 2 de setembro de 2012

Dormir

"Às vezes é preciso dormir, dormir muito. Não pra fugir, mas pra descansar a alma dos sentimentos. Quem nasceu com a sensibilidade exacerbada sabe quão difícil é engolir a vida. Porque tudo, absolutamente tudo devora a gente. Inteira."

Esse texto circula pelas redes sociais já faz um tempo; assina: Marla de Queiroz, que eu não sei quem é e nem posso afirmar se realmente lavrou o ditame, visto que internet é lugar impróprio para se reclamar autoria de alguma coisa. Caiu na rede, é peixe - como reza o dito popular que a minha mãe recitava quando eu era ainda (mais) criança!

Mas é isso aí mesmo que eu escreveria hoje: "às vezes é preciso dormir, dormir muito"... Dormir como dormi hoje praticamente durante todo o dia. Fazia tempo que não passava tanto tempo na cama, remoendo a vida, repensando escolhas e dormindo, dormindo, dormindo, dormindo. Revendo conceitos, assistindo os últimos capítulos de uma série de TV, um filme antigo e mais dormindo. Não sei se dormia nos intervalos das visualizações ou as próprias visualizações eram o intervalo do sono. Sei que dormi muito. Talvez não o bastante.

2 comentários:

Marla de Queiroz disse...

Oi!
Este texto é meu, sim!
E a Marla de Queiroz sou eu!
GRATIDÃO!
Beijos.

Viviane Zion disse...

Poxa vida, que honra então ser visitada pela autora do pensamento!

Obrigada!

E que bom que a autoria e a frase conferem... internet é uma terra meio sem lei,rs.

Forte abraço!

Viviane.

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com