quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Num dia como esse

Era um dia assim como hoje; retrocedamos as voltas do tempo há mais ou menos um ano atrás. Não sei exatamente a data, só que era Novembro. Sei que estávamos no horário de verão: era fim de tarde, quase noite, por volta das 18h40. Lembro que desci do carro pra deixar a pessoa que estava no banco de trás descer - ela foi buscar uma coisa qualquer lá dentro de casa, voltaria rápido. Nesse meio-tempo, conversinha à toa com quem estava no volante.

Lembro ter olhado a minha imagem refletida no vidro: "nossa, como esse uniforme deixa a gente feia!" - e ainda reparado os cabelos sujos, desgrenhados. Quem sabe as olheiras de quem não conhecia significado de boa noite de sono há tempo significativo. Me vi sorrindo por uma piada qualquer, e sem sequer imaginar que o que se passaria dali a alguns segundos, mudaria os meus planos dali a alguns meses.

Voltei-me para ver quem saía pelo portão. Ainda sorrindo, olhei para o moreno de cabelos encaracolados que me sorriu e cumprimentou de maneira simpática - pelo que apenas devolvi a gentileza: "boa tarde". Foi isso e só. Duas palavras que dali a algum tempo e alguns desencontros se tornaram corriqueiras e absolutamente especiais. A rotina nossa de cada dia: cuidar e devolver o amor num ciclo autossustentável. Simples assim.

Um dia comum, atitudes comuns podem surpreender a ponto de deixar-nos em estado de deslumbramento.

(...)

0 comentários:

Sejam bem-vindos!

Mi casa, su casa...
 
Copyright 2009 Viviane Zion. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator
Download Royalty free images without registering at Pixmac.com